sexta-feira, 8 de julho de 2016

Carta para seu coração

Como eu queria te dar a resposta que você tanto tem procurado, mas eu não tenho e só quem tem é Deus… E sabe, creio que Ele esta falando, falando e falando…  Mas as vezes achamos que Ele esta calado quando na verdade somos nós que não estamos O escutando por isso precisamos


::::::PARAR TUDO::::::


para assim então OUVIR a Ele…

Talvez eu não consiga interpretar o que você esta sentindo e qual o grau que toda essa situação tem tido pra pra você… Mas eu quero que saiba que mesmo que você por agora não esteja tendo a resposta que você tanto almeja, você precisa parar tudo e encostar no peito Dele e descansar em meio a todo esse turbilhão… Tentar colocar tudo em ordem.
Você é inteligente e sabe onde encontrar a resposta…
Mas por um segundo esqueça de procurar essa resposta, esqueça de tudo e todos, pare tudo, e se concentre em Deus. Se concentre hoje mais do que você já tem se concentrado... E chore, chore muito, mas me faça um favor entre no seu quarto e não saia de lá enquanto o seu coração não estiver totalmente calmo, sereno e o mais importante sorridente.
Esteja com um coração sorridente sabendo que um Deus tão criativo e cuidadoso esta cuidando de CADA DETALHE seu…

NADA esta desapercebido Dele. TUDO esta em seu controle

Há um tempo determinado para todas as coisas (Ecl.3:1-10)

quinta-feira, 12 de maio de 2016

1...




1,2,3...


(pausa)


1,2,3,4,5...
6...
7...
8...
9 e 10.



Respirando fundo...



(pausa)


Um grande e aliviado suspiro...
...
Algumas reticências
...
Mais algumas 
...

Ok.

(pausa)

                                                                                  

E floresce dentro de mim a semente da esperança

...

Pausa, vírgula,  ponto.

quarta-feira, 20 de abril de 2016

Procurando respostas...

Sabe por que não temos encontrado as respostas? Porque estamos fazendo as perguntas erradas... E sabe por que nós fazemos isso? Porque é mais fácil você perguntar o que você não sabe do que OBEDECER ao que você já sabe!!!
Deuteronômio 29:29 – O que eu não sei pertence a Deus, o que eu sei pertence a mim para OBEDECER!!!"

Por: Anderson Bomfim

terça-feira, 29 de março de 2016

Congressos, escolas, conferências ou o que você quiser chamar...



Bom, pra começo de conversa eu só queria deixar registrado que MAIS uma vez eu fui em MAIS um congresso.


Dessa vez foi lá em Belo Horizonte - Mg na Conferência profética clamor pelas nações que aconteceu nos dias 28, 29 e 30 de Janeiro de 2016, eu viajei por seis horas de carro com mais quatro malucos para viver algo.
E eu vivi. Hoje três meses depois eu posso com toda certeza dizer que não me lembro de ter tido uma experiência tão impactante como essa que eu tive nesse final de semana...

 Hoje, vinte e nove de Março ainda estou extasiada pensando em tudo o que vivi. O engraçado é que eu não estava nem um pouco animada para ir, só fui mesmo porque tudo já estava planejado  e as coisas estavam todas se encaixando. A verdade verdadeira é que eu decidi precipitadamente ir nesse congresso eu não  pensei em alguns princípios que parecem bobo mas que com essa minha decisão meio que estavam sendo quebrados. Não quero entrar na questão de cobrar ou não cobrar entrada nestas conferências até porque sei que o custo é altíssimo, massssssssssss eu aprendi com homens de Deus que SIM é possível fazer um congresso e uma conferência sem cobrar para isso (É claro que a casos e casos, como quando se tem incluso a hospedagem e alimentação, ou quando o valor é destinado à missões ou alguma ação social), alguns loucos tem trabalhado assim e o recurso tem vindo de formas mais inesperadas e surpreendentes que se possa imaginar e para a glória de Deus a obra esta sendo feita. É como um pastor costuma dizer: "O recurso esta dentro do propósito".  Essa é uma frase  verdadeira, no ano passado pude experimentar no ministério em que caminho e faço parte. O recurso veio quando nos dispusemos a obedecer pela fé em amor;




...




 Há uns quatro anos e meio mais ou menos eu tomei uma decisão, eu estava saturada de me "alimentar" de congresso em congresso. Percebi que quando ia a um desses ajuntamentos tinha uma visão de que estava em um fast food de esquina, onde EU queria que em duas, três horas de culto... em dois ou três dias eu me sentisse saciada e voltasse para a casa e então tudo seria diferente, e em um piscar de olhos surgiria uma nova (avivada) e melhorada Maryani.


 É... Demorou um pouquinho para eu perceber o óbvio e ver que o sólido o alimento não vai ser me dado em três dias mas sim em uma vida de devoção diária. Lá, no meu quarto. Só eu e Ele, lá sim eu vou "comer" de verdade... Lá eu vou ler, ler e ler até as palavras saltarem e deixar que as revelações por meio delas me envolvam e então orar, orar e orar até meus joelhos calejarem, lá sim Ele vai me revelar seus segredos e eu os meus para Ele. Lá, na intimidade.

 ...

 Sabe qual é o lance de congressos? Acho eu na MINHA OPINIÃO que servem com tipo uma "desfibrilador" (PS: Eu sei que esse exemplo não tem nada a ver com o exemplo do 'alimento' o 'fast food' citado acima mas é que eu gostei dessa palavra: DES-FI-BRI-LA-DOR  e também é claro da função que ela tem rs... Mas continuando...) para nos despertar e nos lembrar para que nascemos e quem nós somos... Pelo menos a alguns anos atrás que eu me recordo era essa a função dos congressos, já hoje... Hoje os congressos em parte é frequentado por uma massa de "dependentes" que tem uma visão deturpada do doce Espírito Santo e do que é o evangelho genuíno, eles veem Cristo como um ser místico e por essa razão se achegam a Ele de forma mística, emotiva, procurando dele brinquedos, arrepios, rodopios e serem adormecidos com mantras espirituais sem temor, sem entendimento algum dos gestos feitos e das palavras referidas.

 Não sabem ou se esqueceram da essência desses congressos, que era de um povo que se reunia no nome Dele para se humilhar e orar e O buscar de todo coração para que assim então Ele viria sarar a terra...





...




 Por volta de 2005 até 2009 eu peguei um pouco do movimento na época intitulado como: "Adoração extravagante". (PS: Não vou me adentrar muito no termo 'adoração extravagante', e nas inúmeras criticas que fora carregado com ela, mas eu  vou me apegar a duas coisas que creio ser importante: Primeiro ao o que VI e segundo ao o que VIVI;
 Esse mover estava no seu fim, mas ainda pude experimentar um pouco daquilo que alguns irmãos meus, hoje lideres, profetas e missionários ao redor das nações estavam "alimentando". Que saudades daquilo tudo, que vontade eu tinha de voltar aquele tempo e viver aquilo tudo de novo, porém agora com um novo entendimento. Aquilo sim era um grande desfibrilador, pessoas saíam desses ajuntamentos e moveres despertadas e desesperadas de sua atual situação muitos nesse tempo entenderam que o verdadeiro alimento estava no quarto e que aqueles dias de congressos era só a entrada, mas que lá na intimidade é que o banquete estava posto.

 Deste tempo tenho muitas recordações que guardo com muito amor.... Lembro de quando uma vez reunimos por 72 horas dentro da prefeitura da minha cidade, e lá se mobilizaram várias igrejas todas em unidade com um só propósito montamos turnos de adoração, intercessão e proclamação da palavra. Todos em uma só voz proclamado algo do céu para aquela cidade... Poxa, eu nem sabia o que estava acontecendo naqueles dias, não sabia mesmo, não sabia o que os céus estavam dizendo, quais musicas estavam sendo liberadas ou que dança era embalada, mas lá estava eu participando daquilo tudo e chorando me desesperando desejando a cada dia passar mais tempo no meu quarto chorando, comendo a bíblia e querendo muito que isso tudo não acabasse. Eu, uma menina com seus doze anos no meio daquele mover profético, vendo um povo louco por Deus. Vi jovens incendiados saírem pelas ruas profetizando vida, vi jovens cantando que prefeririam a morte do que ficarem longe de Deus... Uau e uma das canções daqueles dias era:
"Rio de Deus flua pelas ruas, subas pelos morros, brote dos desertos, flua através de mim trazendo justiça paz alegria e manifestando graça e misericórdia..."
E nos meus 12 anos eu conheci líderes loucos e apaixonados por Jesus, congressos, escolas como o: Coram Deo realizada no dia 22 de Abril de 2006 ela  durou se não me engano uns quarenta dias, toda noite tinha culto e toda noite tinha desesperados buscando a face de Deus, lá eu conheci Fabricio Cezar, Gregório Mcnutt, Dimitri Juliano, Jeff Fromholz e tantos outros que marcaram e tem marcando essa geração...
Lembro de em uma dessas noites Deus me pegar de jeito e eu, como já disse acima era nova e não entendia esses tempos que o Pai com tão grande amor proporcionou para que eu vivesse, mas lembro desse dia em especial  que me ajoelhei e não parava que clamar pelo Aba, Aba Pai era só o que eu queria, era só o que eu precisava nada mais além do meu Aba Pai, me lembro de no chão eu chorar, babar e ficar horas com o rosto ao chão eu não queria mais sair dali não queria perder aquele momento;

 Hoje anos depois, eu não sei o que aconteceu mas parte daquela geração que jurou nunca entrar no "sistema" (PS: Entenda o sistema que quiser entender) acabou entrando e vivendo como disse que nunca viveria... E eu não entendo! Não sei quando foi que eles e eu nos perdemos;

 


(pausa)




Sei que com esses desabafos ficou nítido o meu saudosismo por aquela época. (é algo que estou tentando me corrigir) Não quero viver de passado, afinal quem "Vive de passado é museu". Quero o aqui e o agora, Tempos melhores estão por vir, e eu sei que o meu Aba Pai irá fazer outra vez como na primeira vez. Na conferência do começo desse ano eu vi algo. E me sinto feliz pois o Leão voltou a Rugir e o povo temeu (Amós 3:8)

Os sete mil profetas estão saindo para fora;

sábado, 13 de fevereiro de 2016

Pensar

Ok...


Sabe, normalmente vou pra cama com a doce intenção de dormir depois de um dia agitado, mas quando encosto minha cabeça ao meu macio travesseiro e fecho lentamente os meus olhos algo me tira o sono. E então começo meio que sem perceber a pensar e assim fico horas e horas pensando... Pensando... E pensando.


Penso em não pensar, pensando em pensar, pensando pra que pensar e porque pensar. Enfim. Eu penso. Estou pensando. Fiquei pensando. 

Mas é bom, é bom pensar. Tenho tirado esses dias para reagir ao o que tenho pensado. Tudo antes era tão complexo, mas hoje parece ser tao claro. A vida é assim, é como a mãe de Forrest Gump sempre dizia a ele: "A vida é como uma caixa de chocolate, você nunca sabe o que vai encontrar". 

É basicamente nisso que tenho pensando hj: Na vida. 

As vezes penso como seria minha vida se tivesse feito escolhas totalmente diferentes das quais eu tenho feito agora. Não me refiro as escolhas ruins mas sim aquelas escolhas que eram boas para nós mas optamos por escolher outras que naquele determinado momento aos nossos olhos eram melhores... 


Mas... Como disse acima algumas coisas com o tempo ficaram tao claras, o pensar, deu a mim "poder" para desembaraçar os complexos problemas que me rodeavam. E ao pensar pude sentir. E ao sentir pude agir.  E ao agir pude ver. E ao ver tudo se criou cor. E isso foi bom. Mesmo que o fim de certas coisas fora dolorido e amargo eu pude pensar, sentir, agir, ver... E isso me mudou de certa forma eu cresci com as circunstancias da vida. Até mesmo as escolhas precipitadas ou a grande torre que eu criei de omissoes (palavras nao ditas), ao pensar nelas hj eu sinto que devo pensar diferente, ser metanóia, e tentar de alguma formar consertar tudo isso, me perdoar, sentir, ver e fazer diferente. 
Bom, é uma longa jornada essa tal de vida que vira e meche nos "prega peças " mas com um "jogo de cintura" damos a "volta por cima" , "arregaçamos a manga" e seguimos em frente pensando em sempre pensar para agir da melhor forma.